Webinars e Webconferências: Definições e Diferenças

Entenda as principais características de um webinar e qual as principais diferenças com uma webconferência.

Webinars e Webconferências: Definições e Diferenças

Alguma vez você já ouviu ou usou a frase “Confundindo Pato com Ganso” ou “Alho com Bugalhos”? Então, essa frase popular descreve muito bem quando estamos falando de duas coisas muito parecidas, mas que acaba confundindo a pessoa que não conhece suas diferenças. Essa frase se encaixa perfeitamente no contexto entre webinars e webconferências que, apesar do prefixo ser o mesmo, não são iguais.


É essencial conhecer suas peculiaridades para que você alinhe suas expectativas quanto ao resultado esperado. Portanto, o objetivo nesse artigo é mostrar as principais diferenças entre webinars e webconferências para que você não se confunda mais!
Primeiro vamos entender suas definições.

O que são Webinars?

Webinar, também conhecido em português como webinário, é definido como a abreviação para web-based “seminar”, ou seja, um seminário realizado em ambiente virtual. Portanto, é uma transmissão de áudio e vídeo que utiliza a tecnologia do “Streaming” como base para realizar apresentações online onde a audiência, usando um computador, tablet ou celular, assistem a uma palestra ou curso “Ao Vivo” a partir de uma plataforma específica, sem se preocupar com as barreiras geográficas, algo bem parecido com uma tv só que via internet e com interação.
Experimente Grátis a Eventials com Todas as suas Funcionalidades Disponíveis – Clique Aqui

O que são Webconferências?

“A webconferência pode ser usada como um termo guarda-chuva para vários tipos de serviços colaborativos online, incluindo seminários na web “webinars”, webcasts e reuniões na web a nível de pares. No sentido menos abrangente, ela também pode ser usada para se referir apenas ao contexto de reuniões na web com um grupo reduzido de pessoas”.

Aplicações e características das Webconferências

Como mostrado anteriormente, webconferências são normalmente usadas para realizar reuniões remotas de alinhamento com equipes, parceiros, fornecedores até mesmo com clientes. Apesar  de ocorrer no ambiente virtual, a experiência é muito boa. O serviço possibilita vários tipos de interações entre os participantes, como por exemplo, permitir que todos possam falar, compartilhar a tela do computador e até fazer anotações em um quadro branco.

É claro que também existem alguns limitantes como, o número de participantes simultâneos, quantidade de salas virtuais que podem ser abertas, a necessidade de instalar um software, entre outros.
Uma dúvida frequente sobre webconferência, é se é uma boa alternativa para Realizar Treinamentos. A resposta é não. Apesar do alto nível de interação, o modelo não possui características importantes para sustentar um projeto de treinamento.
Quando falamos de capacitação de equipes e de soluções para a fomentar a Educação Corporativa, temos que ter em mente algumas necessidades que são latentes. Um delas é o conteúdo ser gravado, podendo ser facilmente acessado posteriormente por novos colaboradores ou fornecedores. Além de features que auxiliam na validação da absorção do conteúdo.
Resumindo: webconferências são excelentes como canais de comunicação instantânea. Ou seja, se você pretende realizar reuniões rotineiras de alinhamento conectando pessoas geograficamente dispersas, de forma ágil e com baixo custo. Por isso, busque sempre analisar e definir as soluções específicas para cada finalidade que sua empresa tenha.

Aplicações e características dos Webinars

Webinars são seminários realizados “ao vivo” e online. Podemos ampliar essa definição incluindo termos como palestras, apresentações, cursos, aulas, treinamentos…


Exemplificando: vamos imaginar que estamos assistindo uma palestra em algum auditório. Geralmente temos um palestrante especialista compartilhando seu conhecimento com um grande público. Quase sempre é usado uma apresentação como ferramenta auxiliar e, no final, todos têm a chance de esclarecer suas dúvidas ou fazer algum comentário. Todas as características apresentadas nesse exemplo, sem exceção, são simuladas por um webinar. Possibilitando que o participante vivencie a mesma experiência de um evento presencial. A diferença é que você não precisará nem sair de casa o ou do escritório.

É muito importante reforçar que as transmissões são “Ao Vivo” e gravadas automaticamente, podendo ser acessadas posteriormente quando e onde quiser. Nesse modelo a interação entre o palestrante e a audiência é feita via Chat. Também é possível vincular na transmissão uma pesquisa ou enquete para captar o feedback da audiência.
Webinars são excelentes para:

  • Impactar um grande número de pessoas;
  • Capturar leads mais qualificados;
  • Posicionar a empresa como autoridade no mercado;
  • Se relacionar com colaboradores, fornecedores e clientes;
  • Realizar treinamentos e cursos com a opção de transmissão privada;
  • Lançamento de produtos;
  • Palavra de Presidente.

Resumindo: Webinar é a opção ideal para transmitir e fomentar o conhecimento para um grande número de pessoas. Por isso, acaba sendo ideal para ser aplicado em Ações de Marketing e como Plataforma de Treinamento e Capacitação.

Conclusão

Webinars e Webconferências são serviços colaborativos online que foram idealizados para atender objetivos diferentes. Se você estiver pensando em:

  • Fazer reunião de alinhamento, de forma ágil e segura;
  • Interagir com pessoas dispersas geograficamente;
  • Aumentar interação – maior troca de ideias e opiniões.

Então, o serviço certo é a Webconferência.
Agora, se você estiver pensando em:

  • Impactar um grande número de pessoas com um baixíssimo custo;
  • Treinar equipes, parceiros, fornecedores e clientes;
  • Garantir a absorção do conteúdo;
  • Alto engajamento da sua audiência.

Então, você precisa contratar uma plataforma de webinars profissional.


Compartilha com a gente a sua opinião sobre esses dois modelos e como você utiliza cada um deles.